30 de maio de 2013

Que tal ter seu livro vendido na Saraiva?

Livraria lança plataforma para publicação de e-books. Imagem: Reprodução.

Quem já tentou ter seu livro publicado por alguma editora sabe o quão difícil é esse caminho. Bater na porta das editoras e levar um não é corriqueiro.

Para tentar descomplicar a vida de quem quer ver sua 'obra de arte' publicada, a Livraria Saraiva acaba de lançar uma plataforma interessante: o publique-se!

O site funciona assim: você cria uma conta, coloca as informações do livro (título, texto - em word ou OfficeWriter - e a imagem da capa) e a própria ferramenta o converte para EPUB, formato dos e-books. 

Para colocá-lo no ar, você terá uma 'pequena' mão de obra. Você entra no sistema, imprime um termo de adesão, assina, reconhece firma (sua assinatura) e envia para a Saraiva pelo correio.

Quanto você paga por isso? 65% do preço que você mesmo dá para sua obra. Exemplo: se você acha que seu livro vale R$ 20,00, caso ele seja vendido, você recebe R$ 7,00 e a Saraiva fica com o restante. Não faço ideia de quanto um autor recebe quando seu livro é vendido, portanto, não posso dizer se o valor que a livraria 'engole' é justo ou não. Com a palavra, os escritores.
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

3 comentários:

Anônimo disse...

ESTOU HÁ MAIS DE UMA SEMANA NA TENTATIVA FRUSTRADA DE IMPRIMIR O TERMO DE ADESÃO SEM QUALQUER SUCESSOPara efetivar sua participação no publique-se!, imprima o Termo de Adesão , assine-o, reconheça firma e envie-o para:



Saraiva - Produtos Digitais | Rua Henrique Schaumann, 270 - 1º Andar | São Paulo - SP | CEP 05413-010.
SERÁ QUE ME AJUDA NESTA HORA?







. NÃO FUNCIONA.NEM RECEBO ALGUM RETORNO DA CAUSA TÉNICA.É MUITO DECEPCIONANTE

Anônimo disse...

Estou com o mesmo problema mencionado no outro comentário.

Anônimo disse...

Já disse, com todas as letras que o programa publique-se, deveria ser chamado de irrite-se! Não há comunicação, não há retorno, não há o menor respeito por quem escreve. É pura propaganda enganosa. É perda de tempo, mesmo... E ainda querem ficar com 65% sem fazer absolutamente nada!
Procom, Direitos Humanos, Polícia, POR FAVOR!!!

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.