23 de março de 2013

Crítica: 'Nine Lives' do Von Hertzen Brothers

Banda finlandesa alterna altos e baixos no quinto álbum. Foto: Divulgação.

Como eu disse em um post antigo, eu sou do tempo em que uma boa rádio (no caso do post, um canal de TV) tinha como função apresentar boas bandas para os ouvintes. Foi assim com a Brasil 2000 no início e final dos anos 1990 e agora na Uol 89 - A Rádio Rock, sob o comando de Roberto Maia (o responsável por isso na Brasil 2000).

Foi num desses 'lançamentos nossos de cada dia' que o Maia mostrou 'Insomniac' da banda finlandesa de 'prog rock' Von Hertzen Brothers, formada em 2001, obviamente, por três irmãos e dois amigos - músicos contratados (?). A faixa lembra muito algumas músicas do Soundgarden. O vocal de Mikko Von Hertzen, inclusive, é praticamente uma 'cópia' de Chris Cornell.

E isso, diferentemente do que você possa pensar, não é um problema. Isso porque as músicas de 'Nine Lives', quinto CD dos caras, são bem trabalhadas e transformam o álbum em uma experiência única.

O outro single mostrado na 89, é 'Flowers and Rust', outra na pegada do Soundgarden, mas um pouco mais sombria. 'Coming Home' começa meio eletrônica, com uma guitarra de leve ao fundo que vai aumentando em um solo 'cavalar'. Uma das melhores do CD.

'Lost in Time' mostra a influência que os finlandeses têm de Black Sabbath. Um riff espetacular e a bateria 'lata de goiabada' transformam a música na síntese do disco: pesado, progressivo e melódico. Perfeita.

Já 'Separate Forevers' lembra que os irmãos Von Hertzen também são influenciados por Pink Floyd - algo recorrente no disco, tornando-o um pouco cansativo, confesso. 'One May never Know' e 'Black Heart´s Cry' lembraram os sons das bandas Yes e Jethro Tull. E que sono elas me deram....

Entre elas, porém, há 'World Without', que começa a capella (essa parte foi gravada no monastério de Valamo) com um dueto de Mikko e Kie, para depois vir acompanhada de um delicioso solo de guitarra mesclado ao som do teclado. Linda letra sobre como seria o mundo sem 'alma e sem amor'.

'Prospect for Escape' é outra no estilo 'soundgardiano'. Chega a ser assustadora a semelhança do vocal de Mykko com o de Chris Cornell.

'Nine Lives' tem três faixas bônus:  'The Climb', 'Do What You Want With Me' e 'Between The Lines'. Dessas, destaco 'Do What' que possui um riff de guitarra muito bom, além de permitir que o batera Mikko Kaakkuriniemi mostre sua técnica. Apesar de altos e baixos, o CD dos caras é bem interessante, diferente do que temos visto e ouvido por aí. Portanto, vale a pena conhecer o som dos irmãos Von Hertzen.

Nota do blog: 7.
Ouça no talo: 'Insomniac' e 'Lost in Time'

Abaixo, o clipe de 'Flowers and Rust', primeiro single de 'Nine Lives'.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.