26 de setembro de 2011

'Globo (Multishow e G1), isso é Rock in Rio, 'bebê'!'

Festival de trapalhadas marca cobertura do primeiro final de semana do festival.


Pra quem não entendeu a brincadeira do post, veja o significado aqui e depois volte pra cá (por favor!). Pronto? Então vamos lá!

O primeiro final de semana do Rock in Rio 2011 terminou por volta das 03h33 desta segunda (sim, dormi cerca de 1 hora) depois do último acorde de 'Seek & Destroy', do Metallica.

Nesse post, no entanto, falarei da cobertura horrorosa da Globo e seus veículos - o canal pago Multishow e o portal G1.

Com direito de transmissão exclusivo em terra brasilis (assim como nas outras três edições), a emissora deu um show de amadorismo (especialmente na noite de ontem, quando pude acompanhar desde o início, perdendo apenas o show do Glória).

Como vi as apresentações pela internet, só fiquei sabendo das presepadas do Multishow (apresentadores fazendo perguntas idiotas e não entendendo as respostas), pelo Twitter do jornalista Mauricio Stycer (veja aqui).

Já na Globo, um dos erros primários, e que chamou a atenção ao longo da cobertura, era a confusão com os setlists divulgados pelas atrações. Para se ter uma ideia, o Metallica sempre abrevia o nome das músicas no 'guia' do show.

E não é que a emissora carioca colocava no ar o nome da faixa 'abreviada', copiando literalmente a lista?

Mas, no Multishow a coisa era pior: enquanto Didi Wagner e Luísa Micheletti (duas ex-Vjs, pasmem!) ficavam perdidas por não terem informações pra passar e nem tinha o setlist nas mãos, coisa que o 'povo' que assistia pela TV já sabia de cor. E dá-lhe cornetada no Twitter.

E como a internet brasileira, que apesar de ruim é muito cara, na hora do show do Metallica (por volta da 1h20 da madruga), o sinal resolveu falhar. 'Fodeu', pensei.

Mas, para minha grata surpresa - avisado pelo meu irmão e pelo truta Amauri - a Globo passou a mostrar o show na íntegra. 'Sucesso', respirei aliviado.

Mal sabia o que me aguardava (ou o que eu perderia). Além da já citada 'abreviação' do nome das músicas, o editor de TV parecia estar meio embriagado tal foram as inúmeras vezes que alguma câmera aparecia focalizando o nada! Lamentável...

Mesmo assim, era infinitamente melhor do que ver/ouvir pela net. Pouco depois de 'Enter Sandman' viria o programado bis com 'I Am Evil?', 'Whiplash' e 'Seek & Destroy'.

E o que a Globo fez? Cortou para o Zeca Camargo, aparentemente sonolento, que disse: "Em breve mais 'Rock in Rio' pra vocês". Pronto, pra eles, o show havia terminado.

Depois de voltar do comercial, ele anunciou o show do Motörhead. Isso mesmo, eles cortaram um show ao vivo, pra mostrar a reprise de outro (que deve ter sido interrompido pra dar lugar ao Metallica).

E, sem explicação nenhuma, foi assim até 4h (ou até que eu pegasse no sono, o que vier primeiro). Ou seja: desrespeitaram as pessoas que estavam assistindo e nem deram satisfação!

Amadorismo total!! Globo (Multishow e G1), aprendam com a Torloni 'isso é Rock in Rio, 'bebê'!'. Abaixo, duas das três músicas do bis 'ignorado' pelo 'plim plim'.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.