5 de março de 2011

O Youtube não é a minha MTV!


Ou, porque eu preciso de um canal de TV e uma rádio para conhecer bandas novas.

Para quem não sabe, escrevo no Pop ´N´n Cult textos mais 'elaborados' sobre música, sempre tentando linkar com cinema e literatura.

O legal de escrever lá é que dá pra ter o debate com os outros 'Pop autores', como chamo a Leila Ferraz e o boss Thiago 'Maxwell Lord' Augusto.

Pois bem, no Pop, em um de seus raros posts , o chefe escreveu que não precisamos mais da MTV ou de rádios para conhecermos bandas novas. Eu discordo.

Tanto é que no post anterior aqui do CSC, lamentei o fim da Brasil 2000 (se bem que ela já tinha acabado para muitos) e a 'parceria' com a Eldorado que vai criar, até o final do mês a Eldorado Brasil 3.000, em 107.3 FM.

Basicamente, a nova rádio vai tocar os sons que já rolavam no 92.9: pop/rock, MPM, samba e outros ritmos que também curto. Mas, e a surpresa de ouvir a nova do Alice in Chains? Duvido que role algo além do Unplugged nessa Brasil 3.000. Aliás, que nomezinho, hein?

Também sei que a MTV brasileira anda capengando em sua programação musical, mas eu ainda me surpreendo com a quantidade de bandas e artistas legais que 'pintam' por lá.

Foi assim que conheci a Florance + Machine, por exemplo, e acontecia o mesmo na Brasil 2000 (do final dos anos 1990 e início dos 2000). Em 107.3, na época do Maia e do Tatola (e também na gestão Osmar Santos Júnior), conheci bandas como Eve 6, Creed, Strokes, Staind, e muitos outros.

Não desprezo o Youtube (lá a gente pode fazer nosso 'playlist') e nem o Last FM (que oferece o 'artista similar' ao seu gosto), mas confesso ser meio 'antiquado' e gostar muito mais quando sou pego de surpresa 'zapeando' a TV e paro no canal 32 (São Paulo) quando vejo/ouço uma música que me agrada. É, estou ficando velho.

Ps: Essa é a minha opinião e respeito muito a do chefe, viu?
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.