25 de setembro de 2010

Crítica: Smallville - 'Lazarus'


Primeiro episódio da última temporada do seriado que conta a "origem" do homem-de-aço tem clones e experiência espírita.
Foto: Divulgação.


Aviso: Este texto contém SPOILER! NÃO siga adiante se você NÃO quiser saber de NADA!!!

Foi ao ar ontem, 24 de setembro, nos States (e já corre por aí na internet), o primeiro episódio da 10ª e última temporada de Smallville.

Como disse no texto sobre o último "capítulo" do 9° ano do seriado, confesso que 'As Aventuras do Superboy' perderam a graça depois que mataram Lex Luthor (Michael Rosembaum).

Mas, como sou teimoso e tenho a penosa 'profissão' de jornalista e (cri) crítico, eis que me submeti a 'Lazarus', primeiro episódio da derradeira temporada.

Como de praxe em todas as séries, há um pequeno resumo dos acontecimentos do capítulo anterior.

Se você não viu o último episódio, faço o favor de deixá-lo (a) por dentro (sem malícia) dos acontecimentos.

Clark (Tom Weilling, meio cansado de brincar) derrota (!!) Zod (Callum 'caras e bocas' Blum) com uma facilidade incrível, mas não sem antes ser ferido com uma lança 'banhada' a Kriptonita azul (a que tira os superpoderes).

No início de 'Lazarus', superboy despenca de um prédio e cai aos pés da amada Lois Lane (Erica Durance, cada dia mais....talentosa), que já sabe de seu segredo após reconhecer o beijo do 'borrão'.

E aí começam os primeiros delírios dos roteiristas: Clark vive uma experiência de quase-morte (tem hífen?) de dar inveja aos recentes filmes espíritas que apareceram por aqui.

Em um lugar entre 'a terra e o céu', o rapaz tem uma conversa com Jor-El (voz de Terence Stamp) que diz que seu filho falhou ao não se tornar o maior herói da terra. Antes de voltar a vida pelas mãos de Lois, Clark 'vê' um vulto parecido com Lex Luthor (oi?).

De volta ao mundo dos vivos, superboy, em meio a uma tempestade torrencial, recebe seus poderes do sol amarelo da terra e está pronto pra outra.

Enquanto isso na sala de justiça, Chloe (Allison Mack) tenta encontrar Oliver/Arqueiro Verde (Justin Hartley), raptado por um misterioso grupo no último episódio da nona temporada.

Sem encontrá-lo, a moça usa a máscara do Dr. Destino e vê que seu futuro não será dos melhores.

Tess Mercer (Cassidy Freeman) acorda em uma sala de um dos projetos secretos de Lex e se depara com várias cópias imperfeitas do vilão (falta inventar mais o quê agora?).

Um dos clones, mais velho e muito mau (medo!), sequestra Lois e obriga Clark a escolher: ou salva a mulher de sua vida, ou um bando de civis inocentes (que original!). Advinhem o final...

O episódio termina com mais uma menção espírita quando Jonathan Kent (John Schneider) 'aparece" para dizer ao filho que algo muito ruim está por vir (o governo da Dilma?) e pede que ele se prepare.

Há tempo ainda para vermos Oliver/Arqueiro Verde sendo libertado em troca da prisão de Chloe e a partida de Lois para a África para trabalhar com Perry White. Bizarro!

Repito: como sou teimoso (ou masoquista), devo acompanhar a série até o final pra saber que porcaria eles estão fazendo. E podem ter certeza: vou xingar muito no Twitter a cada mancada.


Ps: O uniforme do Super (presente da mamãe Martha Kent) aparece no episódio, mas ainda não é utilizado.

Nota do episódio: 5


Confira o trailer da décima e última temporada de Smallville.


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.