15 de junho de 2010

Crepúsculo de bandas


Imagem: Divulgação.

Depois desse jogo meia boca do Brasil, fiquei com preguiça de escrever um texto e reproduzo um que foi publicado no Volume Alto, na semana passada.


Você (assim como eu), pode não gostar da saga Crepúsculo, mas precisa ouvir as trilhas sonoras.

Twilight, primeiro longa metragem dos “vampirinhos do bem”, já era recheado de músicas boas de Muse (Supermassive Black Hole), Collective Soul (Tremble for My Beloved) e Paramore (Decode).

Twilight Saga: Eclipse, terceiro filme da série com previsão de estreia para 30 de junho, traz, mais uma vez, músicas de bandas e artistas do primeiro time da cena “indie” mundial, mas sem o brilho dos discos anteriores.

O cd começa com a belíssima Eclipse (All Yours), do Metric, com grande destaque para a voz deliciosa de Emily Haines.

A segunda faixa é do onipresente Muse. Neutron Star Collision (Love is Forever) confirma o que todos já sabem: o trio britânico é realmente a melhor banda da atualidade (e tenho dito!).

A bateria de Dom Howard e a guitarra de Matthew Bellamy surgem numa espécie de “cavalgada”, precedidos pela voz e o (ultimamente) característico piano de Bellamy. Bela música.

Ours, do The Bravery, até começa animadinha, mas depois soa um pouco repetitiva e chata. Prenúncio de um disco morno, certo? Errado.

Com a presença de Florence + Machine, Eclipse volta aos eixos como uma boa coletânea de rock.

Nunca ouviu falar de Florence? Corra já para o Myspace dela e ouça algumas faixas maravilhosas dessa “revelação” inglesa. Heavy in Your Arms, faixa presente no disco, é imperdível.

Sia, apesar da bela voz, não consegue manter o ritmo com sua My Love. Muito chata.

O Fanfarlo (que eu nunca tinha ouvido falar) mistura o pop com “folk” (?), na faixa Atlas. E só isso.

Nem o Black Keys consegue salvar o cd desse momentâneo marasmo com a razoável Chop and Change.

Rolling In On A Burning Tire, do Dead Weather (banda que não curto) até que é uma música bacaninha.

E eis que surge a primeira “parceria” de Twilight Saga: Eclipse: Beck e Bat for a Lashes.

Digamos que Let´s Get Lost é uma música do Bat for a Lashes com vocal do Beck (simplório?).

Vampire Weekend começa a animar de novo o cd com sua Jonathan Low. Banda boa essa, sô!

As outras faixas são chatas(a do Cee Lo Green, principalmente), exceções feitas as ótimas Life On Earth, da Band of Horses e A Million Miles An Hour, da Eastern Conference Champions.

Se os filmes não são lá grande coisa, a(s) trilha(s) sonora(s) merece(m), pelo menos, sua atenção.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.