22 de maio de 2010

Crítica: Seasons Finale - Fringe e Smallville

E não é que o "Superboy" vai ganhar a 10ª temporada? Mas troquem esse uniforme, por favor!
Foto: Divulgação.


Smallville - Salvation

Perdi o interesse de vez pelas "Aventuras do Superboy" no início da nona temporada. Cada historinha rídicula!

Mas, como a esperança (e a sogra) sempre é a última que morre, resolvi assistir "Salvation", 21° - e último - episódio de Smallville.

Se você não quer saber de nada, não leia esse post. É adrenalina e spoiler puro!

Pelo resumo do que aconteceu anteriormente, Zod (o canastrão Callum Blue) conquistou a confiança de Lois Lane (Erica Durance) fingindo ser o "Borrão" - rídiculo apelido que as pessoas deram a Clark (Tom Weilling).

Há uma "revolta" de Kandorianos e os "superamigos" Chloe (Allison Mack), Arqueiro Verde/Oliver Queen (Justin Hartley) - e mais um monte de heróis que originalmente o Super só conheceria mais tarde - , precisam unir forças para derrotá-los.

E a dúvida cruel paira sobre Clark: vou embora com meus "conterrâneos" ou fico na terra para salvá-la (com tantos vilões já derrotados, fica difícil saber do quê)? Tess Mercer (Cassidy Freeman) quer se redimir dos pecados e proteger Kal-El do general Zod.

Com boas cenas de ação, o episódio final deixa vários pontos a serem ligados na décima - e confirmada, por enquanto - última temporada. Com erros e acertos, "Smallville" até foi bem, mas já deu no saco o lenga-lenga (tem hífen?) para Clark se tornar, enfim, o Superman.

Algo que talvez ocorra lá no 21° episódio da próxima temporada. Haja paciência.

Nota para o episódio: 7
Nota para a temporada: Sem nota, já que não vi todos os episódios.

Trailer de "Salvation"



Fringe - "Over There - Part II"

Acho que ficou claro que depois de "Fringe" comecei a gostar de ficção científica, certo?

A série criada por J.J Abrams, Roberto Orci e Alex Kurtzman chega ao fim de sua segunda - e regular - temporada com a parte dois do episódio em que Peter Bishop (Joshua Jackson) precisa voltar para o mundo de "cá" para evitar o fim dos tempos.

No mundo alternativo, temos Walter (John Noble espetacular!) como secretário de defesa dos States e com um plano malígno na mente. Para executá-lo, ele conta com a ajuda da divisão Fringe e de seus agentes Olivia Dunham (Anna Torv), Charlie Francis (Kirk Acevedo) - que na realidade alternativa está bem vivo - para tentar prender seus "clones".

No fim, previsível, há uma troca de um dos personagens pelo seu semelhante do "outro lado". Akiva Goldsman, roteirista e diretor, quase estraga tudo. Ainda bem que John Noble salva com sua magnífica interpretação dos dois Walter Bishop, um frágil (o verdadeiro?) e o secretário da realidade alternativa, sempre frio, forte e decidido. Memorável.

A Fox, que transmite Fringe nos States, renovou a série por mais uma temporada que, se conseguirem limar Goldsman do projeto, promete ser incrível.

Nota para o episódio: 8
Nota para a temporada: 7

Trailer de "Over There - Part II"


← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.