10 de março de 2010

Cultura Sem Censura Recomenda: The Prisoner


Série com Jim Caviezel tem elementos de "Admirável Mundo Novo" de Aldous Huxley.
Foto: Divulgação.


Essa nova "seção" tem o intuito (humildemente) de indicar seriados bacanas aos (2?) leitores do blogzinho.

Dessa vez, falarei de "The Prisoner", releitura da clássica série dos anos 1960.

Na trama, Jim Caviezel ("Paixão de Cristo") é um ex-agente do FBI que, de repente, acorda em um lugar conhecido como A Vila.

Sem lembrar seu verdadeiro nome, ele tenta buscar respostas. Logo no início do episódio duplo, o personagem de Caviezel descobre que todos os habitantes do lugar são conhecidos pelo número. Ele é o 6.

Na vila, 6 e os outros habitantes são observados por 2 (Ian McKellen, brilhante como sempre), uma espécie de deus e que esconde vários mistérios.

Convicto de que existe uma saída do lugar, 6 começa a buscar uma saída, enquanto tenta lidar com a manipulação de 2.

Afinal, existe realmente um outro lugar fora da vila, ou tudo isso é fruto de sua imaginação?

A vida perfeita que a população tem nos remete ao clássico de Aldous Huxley.

Se em "Admirável Mundo Novo" temos as castas que não podem se envolver, em "The Prisoner" há os "sonhadores" que devem ser exilados para não "contaminarem" os outros.

Ação, suspence e Jim Caviezel (além da bela Hayley Atwell como a única lembrança que 6 tem de Nova York) transforma "The Prisoner" em uma série interessante sem ser pedante.

No Brasil, a série está sendo exibida pela HBO desde fevereiro. Vale a pena conferir. Abaixo o trailer.

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.